Inventor de 94 anos desenvolve nova bateria que pode armazenar 3 vezes mais energia do que as de Íons de Lítio

postado em: Autossustentabilidade | 0

John Goodenough, de 94 anos, é conhecido por ajudar a desenvolver a bateria de lítio-íon. Agora ele tem liderado uma equipe de engenheiros da Universidade do Texas em Austin para desenvolver uma nova bateria que pode armazenar três vezes mais energia do que as de íon de lítio.

Essa nova tecnologia de bateria pode ser mais segura, duram mais tempo e carregam mais rápido do que as baterias no mercado hoje.

Goodenough afirma:

“Custo, Segurança, densidade de energia, as taxas de carga e descarga e o ciclo de vida útil são críticos para que carros movidos à bateria sejam amplamente adotados. Acreditamos que nossa descoberta resolve muitos dos problemas que são inerentes as baterias atuais — afirmou o pai das baterias de Íons de Lítio.”

A grande mudança da nova bateria é a utilização de eletrólitos de vidro ao invés de Íons de Lítio em estado líquido, tornando a bateria mais segura e evitando o risco dela pegar fogo. Isso também permite que a ela funcione adequadamente em temperaturas baixas até -20 graus Celsius.

A composição das baterias seriam fabricadas com materiais ecológicos que ajudam a minimizar os danos ambientais. Afinal, os eletrólitos de vidro permitem substituir o uso do Lítio pelo Sósio. O sódio é extraído da água do mar e é amplamente disponível.

As aplicações das baterias de estado sólido em grande escala são inúmeras. Goodenough garante que elas podem ser usadas desde smartphones a carros elétricos. Os pesquisadores agora buscam por fabricantes que queiram apostar na sua tecnologia para realizar os primeiros testes.

Fonte: Engenharia é