China define padrão de carregamento sem fio para carros elétricos

postado em: Autossustentabilidade | 0

Carregamento sem fio de carros elétricos será feito com tecnologia de ressonância magnética desenvolvida pela americana WiTricity

carregamento sem fio

O carregamento sem fio dos carros elétricos tenta facilitar a vida dos proprietários desse tipo de carro. Hoje, é preciso achar um vaga, conectar o cabo e ativar a máquina usando um cartão (se for pago). É pouco tempo que se perde, mas as pessoas sempre querem o máximo de simplicidade, ainda mais para algo que, no caso dos carros elétricos atuais a bateria, deve-se fazer com o máximo de frequência para eliminar a “angústia da autonomia”.

Diversas empresas têm trabalhado na tecnologia, e a China já definiu seu padrão. Usará a tecnologia da americana WiTricity para o padrão “GuoBiao” (ou simplesmente GB). A padronização é essencial para a implantação em larga escala do carregamento sem fio para veículos elétricos, tanto na China quanto no resto do mundo, permitindo que qualquer carro elétrico o use – sem nem precisar conectar nenhum cabo.

Este padrão para carregamento sem fio facilitará a infraestrutura pública de abastecimento e cobrança. Ela segue as normas internacionais SAE J2954, ISO 19363, IEC 61980, que serão publicadas em 2020 e 2021.

O mercado automotivo da China é o mais agressivo na transição para os carros elétricos, e as montadoras chinesas estão buscando maneiras de tornar a experiência de propriedade de veículos elétricos mais atraente.

carregamento sem fio

No Brasil, o mercado ainda é muito incipiente para sequer pensarmos em adotar essa tecnologia em larga escala. Poucos modelos estão à venda por aqui, e os preços são altos. O Nissan Leaf foi eleito a Compra do Ano 2020 na categoria. O Jaguar I-Pace foi o que mais nos agradou, sem pensar em preço. O Audi e-tron foi o lançamento mais recente (acima).

Com o carregamento sem fio, basta estacionar o carro e ir embora sem perder nem um minuto a mais. Esse carregamento sem fio para carros elétricos usa tecnologia de ressonância magnética, com a mesma potência, eficiência e taxa de carga que os métodos convencionais de carregamento com fio.

Fonte: Motorshow