Ford teria fechado acordo para receber a plataforma MEB da Volkswagen

postado em: Autossustentabilidade | 0
Ford teria fechado acordo para receber a plataforma MEB da Volkswagen

De acordo com a Reuters, citando fontes familiarizadas com o assunto, a Ford teria chegado a um acordo “preliminar” para receber da Volkswagen a plataforma elétrica MEB, que sustenta a nova geração de carros “compactos” do grupo Volkswagen, incluindo aí a linha ID e modelos da Seat, Skoda e Audi.

O negócio entre as duas envolveria também a tecnologia de condução autônoma da VW, embora a Ford desenvolva seu próprio sistema de direção automatizada.

Em consulta, a Ford não quis comentar o assunto, mas revelou que as conversas e outras discussões com a montadora alemã continuam e que, na medida que as coisas evoluírem, mais detalhes serão revelados.

Há algum tempo, rumores vêm falando sobre a transferência da plataforma MEB para produtos da Ford. Para a americana, o uso desta base significaria gerar uma família nova de veículos elétricos dos mais variados estilos, assim como a VW fará com a linha ID.

Ford teria fechado acordo para receber a plataforma MEB da Volkswagen

Com a Ford, a VW teria seu segundo cliente da MEB, visto que a startup alemã e.Go Mobile. Ainda não se sabe exatamente como será esse carro da marca germânica, muito menos o que a americana pretende fazer quando tiver acesso à arquitetura elétrica da Volkswagen.

O que se sabe é que a Ford precisa urgentemente complementar seu portfólio de produtos com carros elétricos, em especial na China, onde a pressão do governo de Pequim é muito forte, a ponto de surgirem parcerias até então nunca imaginadas, como no caso da VW com a JAC, que pode ainda levar à compra da montadora chinesa.

Ainda existe uma dúvida sobre se a próxima geração de modelos como Focus e Escape serão totalmente eletrificadas ou se ainda sustentarão uma plataforma própria, mais hibridizada. Da VW, a MEB terá pelo menos dois entre eixos básicos: 2,65 m e 2,77 m, bem como autonomias entre 330 km e 550 km.

Fonte: Notícias Automotivas

Origem: Reuters