VERSÃO FINAL DO KWID ELÉTRICO É APRESENTADA NA CHINA

postado em: Autossustentabilidade | 0

Intenção da Renault é trazer o veículo ao Brasil

renault k-ze (Foto: Divulgação)
RENAULT K-ZE: VERSÃO FINAL APRESENTADA NA CHINA (FOTO: DIVULGAÇÃO)

A Renault mostrou a versão de produção do K-Ze no Salão do Automóvel de Xangai, na China. O protótipo do novo elétrico da montadora, que na prática é um Kwid com outra forma de alimentação, já havia sido apresentado há seis meses no Salão de Paris. A intenção da montadora é trazer o veículo ao Brasil, mas tudo depende do resultado de vendas do Zoe, elétrico que começou a ser vendido para o grande público em novembro passado.

Não há muitos detalhes sobre o desempenho do carro, como potência e torque. Mas já se sabe que ele chega a 80% de bateria em 50 minutos com um carregador rápido e e leva 4 horas para uma carga completa em redes domésticas. A autonomia prometida à época da revelação do protótipo era de 250 km com apenas uma carga. O índice é bem inferior ao de modelos de luxo já lançados em outros mercados.

renault k-ze (Foto: Divulgação)
A TRASEIRA TEVE POUCAS ALTERAÇÕES EM RELAÇÃO AO KWID (FOTO: DIVULGAÇÃO)

Como acessórios de fábrica, estão confirmados câmera de ré, monitoramento de pressão dos pneus, conectividade Wi-Fi 4G, reconhecimento de voz, central multimídia com tela de oito polegadas, luzes diurnas de led e sistema de controle de qualidade do ar. Ao menos na China.

renault k-ze (Foto: Divulgação)
CENTRAL MULTIMÍDIA DO RENAULT K-ZE TEM OITO POLEGADAS (FOTO: DIVULGAÇÃO)

As diferenças entre o Kwid brasileiro e o K-Ze não estão apenas escondidas dentro do capô. Elas também estão no visual do elétrico. O vão livre entre solo e carroceria do novo modelo é de 15 cm, contra 18 cm do Kwid. Na traseira, o para-choque ganhou novo desenho, assim como as lanternas têm novos arranjos internos, ainda que o formato tenha permanecido o mesmo. Na dianteira, os faróis foram divididos em dois pares: no de cima, luzes diurnas e indicadoras de direção, no de baixo, os faróis principais.

Fonte: Auto Esporte